Portal de Noticias

  1. Início
  2. /
  3. Notícias
  4. /
  5. Meio Ambiente
  6. /
  7. Professores de Engenharia de...

Professores de Engenharia de Pesca da Udesc Laguna monitoram baleia-franca

Professores do curso de Engenharia de Pesca do Centro de Educação Superior da Região Sul (Ceres), da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) em Laguna, e especialistas do Projeto Baleia Franca/Brasil monitoraram dois espécimes, uma fêmea e um filhote, na última quinta-feira, 25.

Os animais foram avistados pela primeira vez no fim da tarde de quarta-feira, 24, na Praia do Mar Grosso, em Laguna. A fêmea tinha um pedaço de rede de pesca na cabeça, mas a avaliação realizada pelos pesquisadores das duas instituições mostrou que ela não está ferida e tampouco tem o deslocamento comprometido.

Segundo o professor Pedro Castilho, da Udesc Laguna, a rede é pequena e está parcialmente presa na cabeça da baleia, movimentando-se conforme o animal nada.

O filhote não tem pedaços de rede e, apesar da presença do material na mãe, consegue se deslocar sem dificuldades. O monitoramento continuará nos próximos dias.

Redes de pesca

A diretora de Pesquisa do PBF, Karina Groch, explica que, quando as baleias passam por redes de pesca e as arrebentam, um pedaço fica preso nas calosidades da cabeça do animal.

Em função do comportamento dessa baleia e do tipo de enredamento, a diretora diz que não é necessário qualquer procedimento para retirar a rede, já que ela se desprende sozinha. Segundo Karina, isso ocorreu em casos semelhantes registrados e monitorados em outros anos.

A chefe da Área de Proteção Ambiental (APA) da Baleia Franca, Maria Elisabeth Carvalho da Rocha, ressalta que, “em casos como esse enredamento, é ainda mais importante que as pessoas respeitem a legislação e não se aproximem dos animais para evitar molestamento e um gasto energético adicional”.

Migração

As baleias-francas migram anualmente entre áreas de alimentação e reprodução, vindo para Santa Catarina no período de julho a novembro para acasalar e procriar.

O maior número de ocorrências é em setembro. Em 2012, por exemplo, 107 espécimes foram registrados no mês pelo Projeto Baleia Franca durante sobrevôo.

Quem avistar uma baleia-franca pode mandar mensagem para projeto@baleiafranca.org.br ou para a página da entidade no Facebook.

Leia mais:

19/10/2012 – Professores e estudantes da Udesc Laguna monitoram baleias-francas

Assessoria de Comunicação da Udesc*
Jornalista Rodrigo Brüning Schmitt
E-mail: rodrigo.schmitt@udesc.br
Telefones: (48) 3321-8142/8143

* Com informações da Assessoria de Comunicação do Projeto Baleia Franca

 

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support