Portal de Noticias

  1. Início
  2. /
  3. Notícias
  4. /
  5. Saúde
  6. /
  7. Hoje é o último...

Hoje é o último dia de vacinação contra a poliomielite

A Campanha Nacional de Vacinação contra Poliomielite em Santa Catarina termina nesta sexta-feira, 21. Até a manhã de hoje, foram imunizadas 321 mil crianças com idade entre seis meses e cinco anos incompletos, ou seja, 84% já tomaram a vacina contra a paralisia infantil. A Secretaria de Estado da Saúde (SES) está avaliando a necessidade de a campanha ser estendida. Até agora, 33 municípios atingiram a meta de 95% de vacinação.

No Estado, 382 mil crianças pertencem ao grupo a ser vacinado. Desse total, falta imunizar 61 mil. Eduardo Macário, gerente de Imunização da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (DIVE), orienta os pais e responsáveis que levem seus filhos aos postos de saúde para tomarem as gotinhas até o final do dia de hoje.

A vacina está disponível nos postos de saúde dos 295 municípios catarinenses. Eles estão funcionando das 8h às 17h. Macário fala da importância de os pais levarem a caderneta de vacinação da criança. “Só poderão receber as gotinhas da vacina oral (VOP) as crianças que já tiveram registro das duas doses da vacina injetável contra a pólio (VIP)”, lembra Macário.

A VOP protege contra os três sorotipos da poliomielite – I, II e III. “Ela tem eficácia de até 95% em crianças que já tomaram as duas primeiras doses da vacina injetável contra a pólio”, diz o gerente de Imunização, lembrando que a primeira dose da VIP é dada aos dois meses e, a segunda, aos quatro meses de idade.

Há mais de 20 anos não existem registros de casos de poliomielite no Brasil. Ainda assim, o vírus da pólio continua circulando em alguns países da Ásia e África. Este ano, foram notificados 33 casos de crianças com poliomielite em países endêmicos. “Para garantir que a doença não seja reintroduzida no Brasil, é importante manter altas e homogêneas taxas de cobertura da vacina contra a poliomielite nesta população”, explica o diretor da DIVE, Fábio Gaudenzi. Isso significa que é muito importante que todas as crianças com idade entre seis meses a de cinco anos incompletos, de todos os municípios de Santa Catarina, estejam vacinadas.

Quem não pode tomar a vacina oral contra a pólio

A aplicação da vacina é rápida e indolor. Dão duas gotinhas administradas por via oral. “Mas ela deve ser evitada em crianças com infecções agudas, febre, que tenham hipersensibilidade aos antibióticos estreptomicina ou eritromicina, são imunologicamente deficientes ou apresentaram alguma reação anormal à dose anterior”, orienta o gerente de imunização da DIVE. As crianças que não tenham comprovação em caderneta de vacinação das duas doses da vacina injetável contra pólio (VIP) também não deverão tomar as gotinhas.

Informações adicionais:
Ana Paula Bandeira 
Secretaria de Estado da Saúde 
E-mail:  anap@saude.sc.gov.br
Telefone: (48) 3221-2071

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support