Portal de Noticias

  1. Início
  2. /
  3. Notícias
  4. /
  5. Saúde
  6. /
  7. DIVE alerta para que...

DIVE alerta para que comunidades atingidas por alagamentos se previnam contra doenças

A Diretoria de Vigilância Epidemiológica (DIVE) da Secretaria de Estado da Saúde reforça que a situação de dezenas de municípios catarinenses afetados pelas chuvas intensas exige cuidados com a saúde. Durante os alagamentos e após o recuo das águas a população deve ficar alerta para o risco de contaminação e proliferação de diferentes doenças.

Com a chegada de uma nova frente fria, e a necessidade de abrigo de diversas famílias em alojamentos nas cidades atingidas, a DIVE adverte para a possibilidade de maior incidência de problemas respiratórios. A principal medida de prevenção é manter ambientes arejados e lavar frequentemente as mãos, principalmente depois de tossir ou espirrar, após usar o banheiro e antes das refeições. Além disso, a orientação é que sempre ao tossir ou espirrar as pessoas protejam a boca e o nariz com um lenço de papel descartável. Se não houver lenço de papel é possível usar a parte interna do cotovelo.

A prevenção de diarreias e hepatites também exige maior cuidado nesse período de alagamentos. No caso das hepatites A e E, o vírus que fica no intestino é eliminado com as fezes, portando a doença pode ser transmitida pela ingestão de água que não foi tratada e de alimentos contaminados.

A possibilidade de aumento dos casos de diarreia é outra preocupação. A população não deve utilizar alimentos que tiveram contato com os alagamentos nem a água de fontes naturais e poços. A água deve ser filtrada e fervida, ou tratada com hipoclorito de sódio.

Ações de prevenção serão também fundamentais para que os municípios afetados pelas chuvas intensas não tenham maior incidência de leptospirose nos próximos meses.

A doença é provocada por uma bactéria encontrada na urina dos ratos. Essa bactéria que pode estar nas águas contaminadas, nos alimentos e no solo entra no corpo humano através da pele ou partes internas da boca e dos olhos.

Evitar o contato com água ou lama da enchente e impedir que crianças brinquem em locais que possam estar contaminados por urina de rato são algumas das orientações para prevenir a leptospirose.

Ao retornar para suas casas, moradores devem se proteger com calçados fechados, se possível botas, retirar toda lama e o lixo do chão, das paredes, dos móveis e utensílios. É necessário lavar e desinfetar todos os objetos que tiveram contato com as águas. No retorno para as residências será ainda necessário o cuidado com animais peçonhentos como aranhas e cobras, que podem estar escondidos nos cantos e entre os móveis.

Informações adicionais:
Ana Paula Bandeira
Secretaria de Estado da Saúde
E-mail: anap@saude.sc.gov.br
Telefone: (48) 9113-6065

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support