ACN – Agência Catarinense de Notícias

  1. Início
  2. /
  3. Educação
  4. /
  5. Violência contra idosos é...

Violência contra idosos é tema trabalhado pela Secretaria da Educação durante o Junho Violeta

Informar a população sobre a campanha de combate a violência contra a pessoa idosa são os propósitos do Junho Violeta, que promove ações de conscientização em todo o país a partir desta quinta-feira, 15. 

O dia 15 de junho marca o Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa. A data foi instituída em 2006, pela Organização das Nações Unidas (ONU) e pela Rede Internacional de Prevenção à Violência à Pessoa Idosa. O objetivo é sensibilizar a sociedade para o combate às diversas formas de violência cometidas contra a pessoa com idade igual ou superior a 60 anos. 

Para intensificar os esforços em âmbito catarinense, a Secretaria de Estado da Educação (SED) divulga folder contendo informações a respeito da campanha. O material foi desenvolvido pelo Conselho Estadual do Idoso – CEI, formado por representações governamentais e não governamentais.

Principais tipos de violência contra as pessoas idosas

A mais comum é a negligência, quando os responsáveis pelo idoso deixam de oferecer cuidados básicos, como higiene, saúde, medicamentos, proteção contra frio ou calor.

O abandono vem em seguida e é considerado uma forma extrema de negligência. Acontece quando há ausência ou omissão dos familiares, ou responsáveis, governamentais ou institucionais, de prestarem socorro a um idoso que precisa de proteção.

Há, ainda, a violência física, quando é usada a força para obrigar os idosos a fazerem o que não desejam, ferindo, provocando dor, incapacidade ou até a morte.

A psicológica ou emocional é a mais sutil das violências. Inclui comportamentos que prejudicam a autoestima ou o bem-estar do idoso, entre eles, xingamentos, sustos, constrangimento, destruição de propriedade ou impedimento de que vejam amigos e familiares.

Por último, há a violência financeira ou material, que consiste na exploração imprópria ou ilegal dos idosos ou o uso não consentido de seus recursos financeiros e patrimoniais. 

Para denunciar entre em contato com:

  • Unidades municipais de saúde;
  • Delegacias de Polícia;
  • Disque 100 (Direitos Humanos);
  • 190 (Polícia Militar).

Política de Educação para o Envelhecimento

Santa Catarina é o primeiro estado a desenvolver uma Política sobre envelhecimento na educação. Produzido em conjunto com outras 13 instituições, o documento reúne sugestões de atividades pedagógicas sobre o tema que podem ser aplicadas em sala de aula para superar preconceitos e aproximar gerações. 

A política foi estabelecida pelo Decreto Estadual n° 2.037, de junho de 2022. Após o lançamento do documento, a SED distribuiu o caderno entre as escolas e instituições participantes do processo.

Acesse a política completa aqui.

Mais informações
Fernanda Kleinebing
Assessoria de comunicação da Secretaria da Educação
(49) 9 9948-9279

Avatar
Escrito por:

ASCOM | SED

Assessoria de Imprensa da Secretaria de Estado da Educação

Ver todos os posts

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support