Portal de Noticias

  1. Início
  2. /
  3. Notícias
  4. /
  5. Habitação
  6. /
  7. Municípios da região de...

Municípios da região de São Miguel do Oeste aderem ao plano Lar Legal

O plano de regularização fundiária Lar Legal foi lançado, esta semana, no município de São Miguel do Oeste. A informação foi repassada durante reunião realizada nesta terça-feira, 10, no auditório da Secretaria de Desenvolvimento Regional (SDR) de São Miguel do Oeste com a presença do diretor de Habitação da Secretaria de Estado da Assistência Social, Trabalho e Habitação (SST), Anselmo Granzotto.

Foto: Giselle Vizzotto / SDR São Miguel do Oeste

A partir do lançamento, as empresas credenciadas podem começar a efetuar o levantamento da documentação, medições, topografia e cadastramento das famílias que terão os imóveis regularizados na região. Demais municípios das SDRs de São Miguel do Oeste, Dionísio Cerqueira, Itapiranga e Palmitos, também participaram do encontro desta terça-feira para esclarecer dúvidas sobre a regularização fundiária.

Da Regional de São Miguel do Oeste, os município de Bandeirante, Belmonte, Barra Bonita Descanso e Guaraciaba já formalizaram a adesão. “É importante que os municípios encaminhem o processo, pois o projeto auxilia as famílias na regularização de suas propriedades”, declara o secretário de Desenvolvimento Regional, Volmir Giumbelli.

O diretor Anselmo Granzotto destaca que o primeiro passo para a regularização é a prefeitura solicitar a adesão por escrito em documento que deve ser encaminhado à SST. “Após esta solicitação é assinado o contrato administrativo de credenciamento, que é firmado entre o município, a empresa credenciada e a SST. Em seguida, a SST instala o plano no município”, afirmou.

Posteriormente, o município e a empresa credenciada efetuam o levantamento das áreas e famílias a serem beneficiadas. O estudo da documentação dos lotes a serem regularizados é feito pela entidade credenciada e os técnicos da SST, com a recomendação do acompanhamento pelo Ministério Público local para a verificação de legalidade das áreas a serem regularizadas.

O passo seguinte é levar o plano ao conhecimento das comunidades que moram nas áreas passíveis de serem regularizadas. Depois, é feito o ingresso em juízo, que tramita em regime especial. A empresa credenciada dá entrada nas tramitações no Judiciário e cobrará dos moradores que aderirem ao plano o valor fixo de R$ 900,00 que poderão ser pagos em até 20 parcelas.

As pessoas começam a pagar após o reconhecimento de regularidade e da legalidade da área a ser apresentada em juízo. A previsão é de que a entrega dos títulos comece até o final deste ano.

SOBRE O PLANO
O objetivo do plano é localizar, cadastrar e regularizar judicialmente propriedades ocupadas por famílias em situação de vulnerabilidade social inseridas no Cadastro Único do governo federal, e famílias em situação irregular. A estimativa é de que 118.749 regularizações sejam efetuadas até 2014.

O Lar Legal é resultado da cooperação entre o Governo do Estado, por meio da SST, o Tribunal de Justiça, o Ministério Público, a Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc) e as prefeituras que aderirem ao programa. No total, 213 prefeituras já formalizaram a adesão e 130 assinaram o contrato.

Informações adicionais: 
Gisele Vizzotto  
Assessoria de Comunicação 
SDR São Miguel do Oeste
www.sge.sdr.sc.gov.br 
(49) 3631-2901

Cláudia Marcelo de Lima  
Secretaria de Estado da Assistência Social, Trabalho e Habitação  
E-mail:  ascom@sst.sc.gov.br 
Telefone: (48) 9181-2626

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support